27 outubro 2014

Regresso de papo cheio


Desapareceu de Portugal no ano de 2004 quando o país se encontrava de tanga (segundo as palavras do próprio).
Acobardou-se e fugiu de cena para não ter de enfrentar a dura realidade financeira lusitana. Deixou o país entregue aos “bichos” e foi arranjar um emprego (tacho) na bela Europa.
Dirigiu durante dez anos uma Comissão com poucas notas dignas de registo e a sua despedida no Parlamento em Bruxelas não deixou saudades.
Regressa a Portugal de papo cheio (conta bancária) e com uma reforma dourada, mas por cá ninguém tem saudades do indivíduo.
Ah, e Portugal continua de tanga.

Durão Barroso, não queres comprar um bilhetinho para Marte?

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixe o seu testemunho, pois o seu comentário é muito importante.

Comentários anonimos não serão aceites e nem publicados. Utilize a opção Nome/URL para deixar o seu nome.

Obrigado.