20 fevereiro 2011

DGCI - MODELO 39

O site da Direcção-Geral dos Impostos enviou um e-mail para o meu trabalho a informar que duas empresas nossas clientes não tinham entregue o Modelo 39 referente ao exercício de 2009.
Como nunca tínhamos ouvido falar deste Modelo decidimos ligar para a DGCI e os técnicos esclareceram-nos que este Modelo foi criado em meados de 2010, mas com retroactivos de 2009.
Resolvi pesquisar o bendito impresso para saber o que era necessário preencher. E o exemplar é este que se segue. (clicar na foto para ampliação)


















Depois fiz o download da aplicação do Modelo 39. Achei simples. Qual não foi o meu espanto quando eu abro o ficheiro para o preencher e deparo-me com esta beldade de gráficos para serem preenchidos. (clicar na foto para ampliação)


















Liguei de novo para a Direcção-Geral dos Impostos, para a secção de informática, para perguntar se achavam normal a empresas terem de preencher um simples modelo substituindo os valores que estão entre os sinais "< >" ao longo destas linhas todas???

Resposta do técnico informático do DGCI“De facto, eu também não concordo com este sistema de preenchimento, o Modelo deveria de ser como os modelos de IRS, IRC, IVA, mas o Ministério das Finanças disponibilizaram esta versão e vai ter de preencher assim.”Ou seja, vou ter de ser informático e tentar substituir aqueles códigos esquisitos pelos dados das firmas e rezar para que o ficheiro seja validado com sucesso.

Meus amigos, esta situação é mais uma forma singela como o GOVERNO se comporta com os contribuintes, não havendo qualquer tipo de consideração.

12 fevereiro 2011

Sucedaneo de chocolate

Nos últimos dias tive um misto de saudade, curiosidade e até vontade de comer um doce que existiu nas décadas de 70 e 80, principalmente à venda em Quiosques e à entrada dos Hospitais.

SUCEDANEO DE CHOCOLATE













Lembram-se?
Adorava comer aquele chocolate espanhol. De leite ou de amendoim. Eram os dois muito bons.
Não consigo ver este produto à venda, nos locais habituais. Acho que tenho de ir a Espanha. Pode ser que em Badajoz não se vendam só caramelos!
Se alguém descobrir este produto raro e “valioso”, comprem-me uma palete que depois em pago-vos em suaves prestações.