30 setembro 2009

Exterminador implacável

Estava eu sentado na minha secretária a fazer uma contabilidade mensal quando oiço, muito aflita, a minha Tia Virgínia:

“Luís, eu quero ir à casa de banho, mas está lá uma osga, ou melhor, um crocodilo…Espere, pior ainda! Um dragão de Komodo! Venha matá-la, por favor!”
Levantei-me e fui fazer um serviço extra no trabalho. Muito calmamente, peguei numa esfregona e, com 5 pancadas, lá matei este monstro diabólico (não tinha mais de 3 cm…). Peguei em duas folhas e deitei o pobre do bicho no caixote do lixo da minha tia (ehehehe). Ah, e parti o cabo da esfregona!

Noutra ocasião fui chamado para tirar um passarinho que entrou dentro do escritório, mas não o matei. Apanhei-o e atirei-o para o relvado em frente…onde estava um gato. Juro que não tinha visto o piqueno felino.

É engraçado que toda a gente me chama para matar animais.

O meu irmão pede-me para matar vespas e abelhas e ver se há pulgas nas camas;
A minha mãe dá-me o mata-moscas para a mão para as exterminar, só porque lhe morde as pernas;
Matei osgas na terra dos meus pais nestas férias;
Já mandei um cágado para o lixo porque estava branco na carapaça e só depois é que fiquei a saber que ele estava a hibernar;
Já matei um peixe do meu irmão, pois fiquei sem lhe dar de comer dias seguidos e mudava a água do aquário quase de 15 em 15 dias.

Acho que descobri a minha nova vocação: EXTERMINADOR.

Mas não façam queixas a nenhuma instituição de defesa dos animais. Juro que hoje foi o último bicho que matei…

“Luís!!! Está….” – ou não! O que foi agora Tia? A osga ressuscitou?

3 comentários:

  1. Primo!!Gosto de ver o teu bom humor!!!fartei de me rir com o teu texto!!Já sei quando tiver uma barata na minha casa (coisa asquerosa) eu chamo-te para a matares!!!sério!!tou toda arrepiada so de pensar na barata que tive há uns tempos na minha cozinha!!bllllaghhh!!!

    ResponderEliminar
  2. Pois, pois sobrinho... isso de ter outro emprego não dá com nada... assim não vale... vou fazer queixinhas ao patrão...
    E o dragão não tinha 3 cm, pronto... para aí 3,2 cm... ele morreu mas o rabinho ainda deve de andar pelo WC a mexer-se... quando eu gritar é porque o encontrei... e lá você tem de ir matar o rabo do bicho...

    ResponderEliminar
  3. Depois de ler, a tua aventura, percebo que cada vez mais elas nos passam o trabalho sujo de matar os bichinhos, que lhes metem nojo, eu nao sou capaz de os matar todos, os vulgares é na boa, agora os que nao conheço não.... a matar: "baratas, aranhas, moscas, ratos" a preservar: bichos de cores exoticas, louvadeus, formigas, alguns tipo de aranhas e afins"...
    Eu prometo que nao me queixo á sociedade protectora dos animais... Sou um grande defensor deles.... Não te preocupes

    ResponderEliminar

Deixe o seu testemunho, pois o seu comentário é muito importante.

Comentários anonimos não serão aceites e nem publicados. Utilize a opção Nome/URL para deixar o seu nome.

Obrigado.