06 julho 2009

Rifas

Odeio rifas.
Porque é tão somente uma bela maneira de alguém ganhar dinheiro à custa dos outros para garantir alguma viagem, prendas da treta e afins. Raramente entro nesse tipo de fantochadas.
Mas em Novembro do ano passado, a minha prima Rita pediu-me, ou melhor, suplicou-me que lhe comprasse rifas: “São baratinhas”, dizia ela. E é para uma boa causa, qualquer coisa para crianças. Hummmm….
O prémio era um cabaz de Natal. Pois. Ok, Ok.
De tanto suplicar, lá lhe fiz a (pouca) vontade e comprei dois talões (estava doido).
Então não é que em Janeiro eu recebi a bela notícia de que tinha ganho o primeiro prémio? Eu GANHEI!!!!
Nunca tinha recebido nenhum prémio interessante e, como tal devem perceber, fiquei espantado e perplexo.
Tinha de ir buscar o prémio a Coimbra, mas só pude ir em Junho. Como era de se prever, algumas coisas já estavam fora de validade, mas ainda assim fiquei com algumas coisas boas.
Confesso que comecei a ver as rifas com alguma consideração. ALGUMA.
Agora em vez de dizer que as “odeio”, digamos que vou passar a dizer que “não gosto muito de rifas”.

1 comentário:

  1. As Mini Cookies do Pingo Doce são óptimas :D nunca tenho sorte nenhuma neste tipo de coisas!

    ResponderEliminar

Deixe o seu testemunho, pois o seu comentário é muito importante.

Comentários anonimos não serão aceites e nem publicados. Utilize a opção Nome/URL para deixar o seu nome.

Obrigado.