14 maio 2009

34

Pois é.
Às 14h 05m do dia 14 de Maio do longínquo ano de 1975, nasceu o bebé mais rosadinho e chorão de Portugal, segundo as palavras da Bela, a minha mãezinha, coitadinha…EU.
Quando era criança, o dia era uma festa. Na adolescência, o dia era passado em grandes paródias. Agora que me encontro na pré-pré-pré velhice, o dia é passado a preencher declarações de Iva.
Como prenda maior, continuo à espera da mudança. A tal. Será brevemente.
Quero agradecer a todas as pessoas que me vão dar os parabéns:
1. porque se vão lembrar;
2. porque vão ler este texto;
3. porque têm um lembrete no telemóvel;
4. porque têm apontado numa agenda;
5. porque amigos e familiares vão avisar com antecedência ou no próprio dia.
Para aquelas pessoas que se vão esquecer ou não se vão manifestar, também agradeço na mesma, embora possam fazer um exercício de memória. Faço anos a seguir ao dia da Fatinha, A Santa.
Mas há uma coisa que me está a intrigar. Pelo 6º ano consecutivo, eu faço 29 anos. Não deixa de ser estranho.

Parabéns para mim!

4 comentários:

  1. PARABENS!!!

    Já é a segunda feira que te dou os parabéns hoje...

    Está na agenda e leio o teu Blog...

    Beijo

    ResponderEliminar
  2. 29...AH...Ah...AH!!! Isso querias tu querido primo...não há ca nada dessas coisas!!sao 34 anos e mai nada!!!

    ResponderEliminar
  3. desculpas nao se pendem evitam-se... mas eu sou uma das taralhocas p datas, e como tento sempre esquecer-me da data do meu nascimento acabo por fazer o mesmo aos meis amigos - PERDOA-ME.
    temos q combinar "1 cafezinho" p te compensar... 100bjinhos,da tua mana Carla

    ResponderEliminar

Deixe o seu testemunho, pois o seu comentário é muito importante.

Comentários anonimos não serão aceites e nem publicados. Utilize a opção Nome/URL para deixar o seu nome.

Obrigado.