26 dezembro 2009

Prenda de Natal

Eu e o meu irmão temos uma maneira peculiar de trocar prendas, seja no aniversário ou no Natal.
Cada um diz o que quer ao outro, vamos comprar e oferecemos a prenda sem ser embrulhada e nem nos damos ao trabalho de tirar o preço. Mas desta vez, eu decidi comprar-lhe uma coisa que ele não soubesse. Tipo surpresa (não, não foi um Kinder).
Mas quem ficou surpreendido fui eu. Então não é que o c*br*o do meu irmão decidiu na véspera de Natal comprar para ele a prenda que eu lhe ia oferecer?
Só comigo. O gajo fartou-se de rir.
Este ano, a minha mãe não nos ofereceu, pela milionésima vez, uma caixa de Afther Eigtht’s. A tradição já não é o que era.

FELIZ NATAL

20 dezembro 2009

Lousã



Louzan. Lousã.A minha vila favorita. No Verão, no Inverno. Outono e Primavera.


Esta semana, estive 5 dias de férias na terra dos meus pais – Quatro Águas – que fica a 15 Kms deste belo lugar e adorei. Fui na altura certa/errada. Estive nos dias em que o frio se fez sentir por todo o país e, naquela região, as temperaturas foram negativas, principalmente à noite.
Só conseguíamos aquecer estando com a lareira acesa durante todo o dia. A água das torneiras congelava as mãos e eu cometi a proeza de dormir na cama com cinco cobertores! Eu que até sou um gajo calorento.
Mas valeu a pena. Claro que arranjei todas as desculpas para ir à Lousã, quase todos os dias. Numa delas, aproveitei e subi em direcção à serra, onde fica o castelo, uma capela e as piscinas naturais. Fiquei com as mãos dormentes do frio enquanto tirava fotografias e fazia filmes, mas valeu a pena.
Recomendo a todos uma visita à Lousã. Não perdem nada. Caso esteja por lá, até sou capaz de vos dar o almoço lá em casa. Talvez!!!
PS 1: Fernanda, na próxima vez, eu pago as pizzas.
PS 2: Rita, as melhoras e recupera depressa.
PS 3: JP e Tiago: os putos mais reguilas que conheço.
PS 4: Para verem as fotos ampliadas, seleccionem as imagens.

10 dezembro 2009

Hello Kitty "Chinesa"

A minha colega de trabalho Vanika Txiki-Txiki é hiper-mega-ultra-big fã da boneca Hello Kitty. Ou melhor, não é fã…é fanática, é vidrada, fica histérica quando vê a p**a da boneca nalguma revista ou site.
Eu farto-me de rir com as reacções dela. Parece uma miúda grande.
Anteontem, estava eu a ver na net imagens da tão badalada boneca quando vejo a Kitty com uma roupa diferente. E claro, chamei a minha colega.

- Vânia! Vem cá! Chega aqui ao meu computador para veres a Hello Kitty, mas como “chinesa”.
- Como chinesa? Que esquisito. Nunca vi!
- A sério, vais adorar a roupa que ela traz vestida.

Vânia aproxima-se, olha para o ecrã, pára de respirar por um longo segundo e diz-me:
- F***-se, ca****o, Luís Filipe!!! Tu chamaste-me para ver isto? Essa não é a Hello Kitty. És mesmo Toni! Essa boneca é a PUCCA!
-Ah, sabia lá. - respondo eu sem saber o que dizer mais.

E lá vou eu ser gozado nos próximos tempos.

05 dezembro 2009

Mexer

O Sporting pretende reforçar o seu plantel em Janeiro, contratando um jogador chamado Mexer.
Acho bem.
Se o Liedson não quer jogar por uns tempos para dar oportunidade a outros companheiros da equipa (espírito natalício do “levezinho”, presumo), e os outros arrastam-se pelo campo, na esperança que o jogo acabe o mais depressa possível, quando o árbitro apita para o início da partida, porque não reforçar a equipa com um jogador que se “Mexa” por toda a equipa?

01 dezembro 2009

Are you ready?

Dezembro. Último mês do ano.
Talvez o mais movimentado de todos os meses.
A lista é imensa.

Dia 1: feriado, início do mês. Toda a gente nas compras com o ordenado na conta.
Dia 8: feriado, faz-se ponte dia 7 (quem pode). Toda a gente nas compras com o subsídio de Natal.
Dia 24: véspera de Natal: romaria para as casas dos familiares para comer o bacalhau.
Dia 25: abertura das prendas que, na maioria dos casos, já se sabe o que nos será oferecido. Almoço para encher o bandulho e bebidas à descrição.
Dia 31: preparação para mais uma festa de arromba, com pouca comida e muiiiiita bebida.

Outras situações:
- Comprar prendas e estar horas infinitas nas filas para pagar e mandar embrulhar.
- receber 5.000 mensagens de Natal e Ano Novo no telemóvel, iguais às do ano passado.
- aproveitar e mandar essas 5.000 mensagens recebidas aos outros.
- aproveitar as mil e uma promoções para comprar o que não precisamos.
- almoços e jantares das empresas.
- almoços e passeios com os amigos.
- ver pela milionésima vez na TV, os filmes “Sozinho em Casa” e o clássico “Música no Coração”, bem como o programa da praxe “Natal dos Hospitais”.
- inúmeras campanhas de solidariedade sobre tudo e mais alguma coisa.
- rasgar e deitar fora roupa, papéis e outras coisas que não vamos usar mais.

Deve faltar muita coisa, mas penso que o essencial está aqui exposto. Portanto eu pergunto-vos, estão preparados para esta azáfama durante 31 dias? Sim? Não?

ARE YOU READY?

3…2…1…CATRAPUMMMMMMM

(2010 é já ali ao virar da esquina)

23 novembro 2009

Anúncio de emprego

Os anúncios com propostas de emprego são muito variados. Existem:

- aqueles que pedem tudo e mais alguma coisa
- aqueles que não dizem nada em concreto
- aqueles que são completamente irrealistas
- aqueles que te dizem (indirectamente) para não responderes
- aqueles que passas por eles e não lês
- aqueles que respondes e esperas que te chamem
- aqueles que respondes e esperas que não te chamem
- aqueles que são bilingues…

Ora é sobre este último item que vos queria falar. Um amigo meu viu este anúncio e disse para eu responder, podia ser que tivesse sorte em ser chamado. Mas havia uma condição: só contratavam “Profissionais”. Quando vi e li a proposta disse logo que sim, pois o perfil tinha a ver comigo. Era para o estrangeiro. Deduzo que lá para as arábias.
Mas para isso tenho de me despedir da firma onde estou.

“Ó Tia, eu sou efectivo e estou na firma há 9 anos e meio. Quais são os meus direitos?.........”



11 novembro 2009

Robert Enke

Robert Enke foi jogador do SL Benfica entre 1999 e 2002 e fez 93 jogos como guarda-redes. Estreou-se num jogo contra o Rio Ave. O último jogo que fez foi contra a União de Leiria.
Li esta manhã a triste notícia de que ele pôs termo à vida, com apenas 32 anos, sendo o suicídio a causa mais plausível. Sofria graves depressões derivadas da morte da filha em 2006.
Fiquei chocado. Foi um grande atleta: profissional, correcto no trato com as pessoas, ambicioso e com vontade em aprender coisas novas.
Tive a felicidade de o ter visto uma única vez e de ter falado com ele, em Odivelas. Pediu-me indicações para seguir para Cascais, pois encontrava-se “perdido”. E falei alguns minutos com ele. Foi bastante simpático.
É raro ficar triste e pensar na morte de pessoas que não sejam da minha família com a mesma intensidade.
Mas há sempre excepções. Esta é uma delas, só comparável com a morte do “grande” Ayrton Senna, em 1994.

Rest In Peace.

27 outubro 2009

Tudo Bem?

Duas situações hilariantes e/ou estranhas que aconteceram à minha mana Belita e que eu tive a sorte de ter assistido.

1ª situação
A minha mana estava com febre e constipada e pediu-me para acompanhá-la à farmácia. Quando estávamos a chegar à porta vinha a sair uma senhora, também doente, e elas tiveram o seguinte diálogo:
- Olá! Como está? Está boa?
- Eu estou bem, obrigada? E você?
- Eu também estou bem. Prazer em vê-la.
Nota: se estas duas mulheres estão doentes, porque é que dizem que estão bem? E se estão bem, o que é que foram fazer à farmácia? Comprar rebuçados do Dr. Bayard?
Eheheheh.

2ª situação
Estamos a chegar à portagem de Belas para pagar. Quando a minha mana está a dar as moedas, surge o seguinte diálogo:
- Olá, boa tarde! Tudo bem? Por aqui?
- Olá, boa tarde, está tudo bem. É verdade, hoje também estou por estes lados.
- São 0,80€. Bom fim-de-semana.
- Bom fim-de-semana. Adeus.
Nota: a minha mana conhece o pessoal que recebe o dinheiro das portagens! Já são muitos connects!!! Esta miúda não pára de me surpreender.
Eheheheh.

Até já estou ansioso para saber a próxima cena tresloucada da minha mana. E o ganda malukko sou eu!

21 outubro 2009

Marcação de almoço

Reparem como eu e a Susana Mocita marcamos um simples almoço, através do Messenger.

Susana Mocita: Para quando o nosso almoço, oh mau feitio?
£uís: queres amanhã, oh rezingona?
Susana Mocita: vou p obra amanhã
Susana Mocita: mas em princípio tou por cá
Susana Mocita: deve dar
Susana Mocita: se n der mando sms, tá bem, oh insuportável
£uís: então mais vale marcar para um dia que vejas que estás no escritório de manhã, oh implicativa
£uís
: menos na sexta
Susana Mocita: é melhor sim, oh gajo irritante
£uís: então queres quando, oh miúda mimada?
Susana Mocita: então n sei, oh mete impressão
Susana Mocita: quarta, quinta?
£uís: pode ser então na quinta, oh coisinha tonta
Susana Mocita: (risos)
£uís: Isso é um sim, oh morte lenta?
Susana Mocita: é sim, oh marcha atrás
£uís: óptimo. fica assim combinado, oh ponto morto
Susana Mocita: tá bem, oh ponto sem nó
£uís
: depois combinamos o sítio no centro, oh caga-atacas
Susana Mocita: tá bem, oh vai com as outras
£uís: vou trabalhar, oh tiro-liro
Susana Mocita: vai lá, oh tiro-lá

Posso estar enganado, mas parece-me que este almoço vai cheirar a esturro.

17 outubro 2009

Bilhetes U2 - Magnificent



Sempre que os U2 vêm a Portugal dar um concerto, o caos instala-se no país por causa da compra dos bilhetes. Não conheço mais nenhum cantor, cantora ou banda que obrigue os portugueses a tamanha devoção.
Se em 2005, a confusão/vergonha na venda dos tickets foi para esquecer, desta vez, o funcionamento foi um bocadinho melhor. Digo um bocadinho porque à medida que o dia 17 de Outubro se aproximava, as restrições na compra dos bilhetes eram muitas: cada pessoa pode comprar 4 bilhetes (no início eram 8); afinal não se pode comprar no Multibanco; nos locais habituais, os ingressos eram poucos para tanta procura. Enfim.
O mais engraçado é que o concerto é só daqui a um ano! Imaginem se fosse daqui a poucos meses.
A minha amiga Mafalda “Iraquiana” aconselhou-me a comprar os bilhetes via on-line, pois iriam estar disponíveis 16.000 bilhetes. Registei-me ontem, mas hoje, às 10 da manhã, quando fui aceder ao site, as mensagens eram SERVER IS BUSY ou SERVER IS UNAVAILABLE…obviamente, uma situação que era de se prever, mas lamentável para o site em questão. É má publicidade! Péssima mesmo.
Decidi ir à Fnac do Colombo. Consegui estacionar quase na entrada do Centro Comercial e vi um MAR de gente em fila indiana para comprar o bilhete. Desesperei. Não vou conseguir, pensei eu.
Pelo sim, pelo não, fui dar uma espreitadela na Worten, no andar de baixo, só para ver como estava a outra fila indiana. Quando lá chego vejo pouquíssima gente e decidi ficar por ali. Esperei 15 minutos. Et voilà…Consegui comprar os bilhetinhos!!!
Mas a epopeia não fica por aqui.
Como só queria comprar 3 bilhetes, uma senhora que estava à minha frente na fila, precisava de 5 bilhetes. Lá fiz a minha boa acção do dia. Comprei o bilhete pela mulher e depois “vendi-o”. A senhora agradeceu-me umas 50 vezes pela minha atitude.
Agora é só esperar por Outubro de 2010 para ver uma Magnificent actuação desta grande banda.


10 outubro 2009

Oportunismo político

Moro no concelho de Loures, mas passo mais tempo no concelho de Odivelas.
E é com satisfação que vejo que as Câmaras destes dois concelhos decidiram investir o seu (nosso) dinheiro em obras de beneficiação em pavimentos, parques, passeios, melhoramentos em escolas ou a criação de melhores acessos em certas zonas. “Finalmente alguém decidiu melhorar alguma coisa nestas cidades” – pensei eu, ingenuamente.
Só depois é que me lembrei o porquê de todas estas obras: ELEIÇÕES AUTARQUICAS.
Claro. Evidente. Pois.
Como bons portugueses, os partidos deixam, habilidosamente durante o último ano antes das eleições, para pôr mãos à obra. Só tenho pena de não haver eleições uma vez por mês. Assim as cidades seriam obrigadas a ter um mínimo de condições para os cidadãos, sem deixarem tudo para fim das legislaturas.
Chamo a isto OPORTUNISMO POLÍTICO.
Apesar de pertencer a Loures, ainda voto em Odivelas, uma vez que nunca mudei o meu cartão de eleitor – mea culpa – mas como vou ser obrigado a pedir o cartão cidadão em Abril do próximo ano, tudo será regularizado.
No domingo vou votar, mas digo publicamente que o meu voto será anulado. Se tiver bem disposto, pode ser que vote nos partidos todos.
No PSD não voto porque o candidato inicialmente não sabia se iria candidatar-se à Câmara de Odivelas ou de Vila Franca de Xira.
No PS não voto porque a intenção da candidata é demolir a escola Avelar Brotero e fazer mais um parque, quando tem um no lado oposto da rua, e já com alguns sinais de fraca manutenção.
Quanto aos outros partidos, não sei quem são os candidatos.
Será que vou prestar um mau dever cívico no dia 11?
Talvez, mas é preferível ir votar do que ser mais um a contribuir para a abstenção. E é a única oportunidade que tenho de manifestar o que me vai na alma.

06 outubro 2009

1ª consulta de psiquiatria

Foi com alguma expectativa e ansiedade que hoje fui à minha primeira consulta de psiquiatria.

- Bom dia! Tenho uma consulta com a Dra. TL. É a primeira vez que venho aqui.
- Com a Dra. TL? E logo com ela – desabafou uma funcionária da secretaria com uma colega.
Desconfiança nº 1.

Estou na sala de espera e diz uma senhora:
- Detesto esta médica. Está cá há 3 meses. Tomo uns comprimidos há mais de 20 anos. Mudou-me a medicação e lá fui eu de urgência para o Hospital.
- Eu venho cá pela primeira vez – digo eu.
- Então prepare-se!
Desconfiança nº 2.

Tinha consulta marcada para as 9:15. Fui atendido às 12:15!!!
Entro na sala e a médica (que até era jeitosa) pede-me para sentar, enquanto vê o meu processo entre uma pilha de papéis espalhados pela secretária.
Diz-me ela, muito despachada:
- Você está cá por causa do seu divórcio, não é?
- Eu? Não! (Estava casado e nem sabia!!!).
Desconfiança nº 3.

- Então não sei como isto meio aqui parar. Este não é o seu nome?
- Não, mas tem aí junto à credencial um questionário que respondi.
- Isso não interessa nada. Normalmente vem quase tudo preenchido com todos os sintomas da depressão. Faça-me um favor, conte a sua história. Mas tem de ser rápido porque eu ainda tenho muitas consultas para dar hoje!!!

DESCULPA????

Lá contei uma parte da história em pouco mais de 10 minutos. Ela passou o tempo todo a interromper-me e muita coisa ficou por dizer.

- Quanto à medicação, vou-lhe receitar outro anti-depressivo, umas ampolas para a memória e passe a tomar metade de um comprimido do Xanax de manhã e à noite. Eles, no fundo, não servem para nada!
- (Caiu-me tudo!)
Desconfiança nº4.

Passa-me as receitas e dá-me um cartão com o meu nome e a data da próxima consulta.
- Só pode ser em Janeiro. Já tenho tudo preenchido até lá. E se você estiver melhor, indico-lhe um psicólogo. Comigo não há mais nada a fazer.

Venho cá para fora e reparo que o cartão que a médica me deu é de outra pessoa. Bato-lhe à porta do consultório e digo para ela dar O MEU cartão!

Mas afinal quem está maluco e deve ser curado para não ser internado? Eu ou ela?

Este sistema de saúde vai de mal a pior. Detestei esta consulta.

30 setembro 2009

Exterminador implacável

Estava eu sentado na minha secretária a fazer uma contabilidade mensal quando oiço, muito aflita, a minha Tia Virgínia:

“Luís, eu quero ir à casa de banho, mas está lá uma osga, ou melhor, um crocodilo…Espere, pior ainda! Um dragão de Komodo! Venha matá-la, por favor!”
Levantei-me e fui fazer um serviço extra no trabalho. Muito calmamente, peguei numa esfregona e, com 5 pancadas, lá matei este monstro diabólico (não tinha mais de 3 cm…). Peguei em duas folhas e deitei o pobre do bicho no caixote do lixo da minha tia (ehehehe). Ah, e parti o cabo da esfregona!

Noutra ocasião fui chamado para tirar um passarinho que entrou dentro do escritório, mas não o matei. Apanhei-o e atirei-o para o relvado em frente…onde estava um gato. Juro que não tinha visto o piqueno felino.

É engraçado que toda a gente me chama para matar animais.

O meu irmão pede-me para matar vespas e abelhas e ver se há pulgas nas camas;
A minha mãe dá-me o mata-moscas para a mão para as exterminar, só porque lhe morde as pernas;
Matei osgas na terra dos meus pais nestas férias;
Já mandei um cágado para o lixo porque estava branco na carapaça e só depois é que fiquei a saber que ele estava a hibernar;
Já matei um peixe do meu irmão, pois fiquei sem lhe dar de comer dias seguidos e mudava a água do aquário quase de 15 em 15 dias.

Acho que descobri a minha nova vocação: EXTERMINADOR.

Mas não façam queixas a nenhuma instituição de defesa dos animais. Juro que hoje foi o último bicho que matei…

“Luís!!! Está….” – ou não! O que foi agora Tia? A osga ressuscitou?

22 setembro 2009

Citações - Parte II

Segunda parte de algumas citações (pouco) filosóficas criadas por mim, quando tenho a mania que sou Platão, Descartes ou outros filósofos quaisquer:

1. Simpatia em demasia omite mau feitio por medo.
2. Mais vale viver até aos 100 anos com saúde do que morrer aos 50 doente.
3. O tempo é o teu pior inimigo; nunca espera por ti para nada.
4. Se a vida tivesse lógica, todos seríamos matemáticos.
5. As pessoas acreditam mais num bom mentiroso do que numa pessoa honesta.
6. Pessoas sem regras, pessoas sem limites.
7. Quem muito fala, pouco ou nada diz de interessante.
8. A vantagem dos incompetentes é nunca fazerem o mesmo trabalho duas vezes.
9. As pessoas só são boazinhas depois de lhes acontecer algo de mau.
10. O cálculo é o melhor método para se evitar uma asneira.
11. Por vezes um caixote do lixo tem melhor aspecto que a mente de certas pessoas.
12. A felicidade é o orgasmo da vida.
13. Os parasitas da sociedade são como as baratas; nem com uma bomba atómica desaparecem.
14. Os tímidos são confundidos como ”os” arrogantes. E os inseguros, serão “os” ditadores?
15. Não há nada mais libertador do que dizer palavrões…”valha-me Deus!”

São citações muito fraquinhas. Eu sou um mero amador na arte de criar frases sem nexo.
As frases mencionadas em “CITAÇÕES” e “CITAÇÕES – PARTE II” foram criadas, pensadas e escritas entre Julho de 2005 e Dezembro de 2008.

04 setembro 2009

Férias


FERIAS.
VACANCES
HOLIDAYS.
Mais do que um direito, para mim é uma necessidade. Estou completamente esgotado, fisicamente e psicologicamente.
Do dia 5 até ao dia 27, vou ter 3 semanas em grande.
Descansar, curtir, passear, espreguiçar, comer, beber, tudo o que tiver direito.
Durante 2 semanas, vou de férias para a aldeia mais in de Portugal: 4 Águas, que fica numa freguesia simpática com o nome Serpins, e que pertence ao concelho e à vila mais espectacular que conheço até hoje: LOUSÃ.
É um lugar super calmo, pitoresco e com as suas singularidades.
Sair de Lisboa, depois de um ano stressante é o melhor que se pode e que eu devo fazer para recarregar baterias.
E como vou estar com pessoas de família de quem eu gosto, melhor ainda. Vai ser um regabofe, uma paródia!
Na última semana, vou estar por Lisboa para conhecer novas pessoas, gozar com o meu irmão que vai ficar um ano mais velho e aproveitar para rever amigos que só tenho oportunidade para me juntar a eles uma vez por ano!
Portanto, para quem fica, trabalhem muito que eu vou estar “solidário” com todos vocês.
NOT!!!

Até ao meu regresso.

27 agosto 2009

Jantar moderno

Xana: fazes serão ou jantas em minha casa?
£uís: faço serão o tanas! Janto em tua casa.
Xana: aparece pelas 19h.
£uís: ok.

Xana: vamos comer tostas com manteiga e pedras de sal.
£uís: são muito boas estas tostas.
Xana: estou a ver que gostas da manteiga (está a comer tudo, pensou ela – eheh)
£uís: e logo eu que não gosto nada de manteiga.

Xana: vamos jantar o que não me apeteceu almoçar. Bolonhesa.
£uís: e com esparguete. Adoro!
Xana: vamos comer na sala. Ainda não tenho mesa de cozinha (disse isto uma 50 vezes – eheh)
£uís: não faz mal. Metes uma toalha e já está.
Xana: não tenho toalhas. Vou pôr individuais.

£uís: e para beber?
Xana: tenho água, água…e também água.
£uís: prefiro a segunda bebida, se não te importares.
Xana: boa. É que está fresquinha.

Xana: vamos comer crepes. Gostas?
£uís: bastante.
Xana: vou fazer no micro-ondas. Vou ter de abrir e fechar umas 300 vezes a porta porque ainda não sei mexer nisto.

Xana: queres café?
£uís: é melhor não, por causa dos comprimidos que estou a tomar.
Xana: chá?
£uís: também não.
Xana. ok. (óptimo! Menos loiça para lavar – ehehe)

Xana: vamos ao Dolce Vita?
£uís: bora lá.
Xana: vamos ao “stápeles” (Staples) porque tem pastas de arquivo baratinhas.
£uís: também preciso de comprar.
Xana: tenho frio…olha a minha pele de galinha.
£uís: lindo! Mais uma xavala que vê um ventinho e fica logo com o frio.

Xana: vou comprar esta coisa aqui na barraca dos indianos contra a inveja e o mau olhado. É tão giro.
£uís: (arghhhhhhhhhhhhhhhh).

Para quando o próximo encontro de malukkos?
Talvez quando houver mesa de cozinha e TOALHAS!
Acompanhado pela TV Cabo…ehehe.

22 agosto 2009

Escola Avelar Brotero



A Câmara Municipal de Odivelas tem a intenção de demolir a escola Avelar Brotero (no meu tempo conhecida por SEDE), que fica à entrada da cidade. O objectivo será criar mais um espaço verde, que tanto falta fazem às cidades.
Mas de boas intenções está o inferno cheio. Vamos por partes.
Acho inacreditável demolir um edifício que albergou e ensinou milhares de estudantes odivelenses e que ainda hoje é uma referência para todos nós. Por ali passaram dois ilustres alunos: NELSON EVORA (campeão olímpico no triplo salto) e PAULO SANTOS (guarda-redes do Sporting de Braga, há 2 épocas atrás), na altura mais conhecido por "Chibumba".
E o que dizer da dona EFIGENIA, a mãe de todas as contínuas? Uma velhota que metia respeito com o seu feitio especial, mas que adorava todo o pessoal que por lá passou?
Sei que a escola precisa de uma boa restauração e que isso custa muito dinheiro, mas seria um esforço que muito continuaria a orgulhar as gentes de Odivelas.
Em sua substituição, vão criar um jardim, ou seja, mais um espaço verde. Para quê?
Fizeram um jardim que está exactamente no lado oposto à escola, onde estive no outro dia e fiquei perplexo com a falta de higiene na zona pedonal.
O jardim da música substituiu o antigo campo de futebol. Um fiasco. Tem pouquíssimas árvores, ou seja, sombras nem vê-las, e está sempre vazio.
Da estátua em homenagem ao Luís de Camões…Coitado do poeta, ainda bem que não está cá para a ver.
Portanto, se a intenção da presidente da Câmara é demolir um dos ex-libris da cidade, todo o concelho terá a oportunidade de se manifestar nas próximas eleições, no dia 11 de Outubro…não votando nela! A não ser que esta decisão esteja dada como adquirida, seja qual for o Presidente em exercício.
No entanto, acrescento que existe uma petição on-line, criada por um antigo aluno da escola, que soube desta notícia através do programa Sociedade Civil, do canal 2 da RTP.
Deixo-vos a seguir o link para que todos possam aceder e assinar, caso seja a vossa intenção, como é óbvio. Se puderem, divulguem a todas as pessoas e peçam também para assinar. Não custa nada.

http://www.peticaopublica.com/?pi=demABrot

02 agosto 2009

€uros certos

Toca o meu telemóvel. Era a minha mãe:
- Luís Miguel, amanhã quando estiveres a vir para a nossa casa e como fica em caminho, passa pelo LIDL e compra-me “x”, “y”, “z”…
Escusado será de dizer que o LIDL não fica nada em caminho, tenho de fazer um desvio considerável, mas como é para a mãezinha, que remédio:
- Está bem, mãe. Vamos a ver é se não me esqueço. Os cabrões dos comprimidos obrigam-me a falhas de memória.
Lá fui eu de saco na mão comprar os três produtos que a Bela queria. Quando chego à caixa, a rapariga diz-me:
- São 3 € certos.
E lá lhe dei os 3 € certos. Juro que ainda hoje eu não consigo perceber esta fixação que as pessoas têm de dizer os preços ou valores com a palavra mágica “certos”, quando a referida quantia não têm cêntimos. Gostaria que me explicassem.
É que nunca vi € errados. A não ser que seja num troco mal dado.

20 julho 2009

LUA: conquista ou fraude?

Adoro a Lua!
Se me perguntarem qual é o corpo celeste pelo qual eu tenho mais afinidade, direi sempre o nosso satélite natural deste planeta mal tratado.
Adoro olhar para aquela “bola” iluminada pelo Sol, com as suas crateras que fazem lembrar a face de um ser humano. Adoro olhar para Ela, vezes sem conta.
Talvez certos aspectos da minha personalidade possam estar, de certo modo, ligados à Lua que é obscura, misteriosa, indiferente, noctívaga, sombria, enigmática.
Faz hoje 40 anos que o Homem pisou solo lunar. Será? Pois, eu partilho da mesma opinião que o meu falecido e adorado avô Carlos:
“Se o homem pisou a Lua em 1969 com poucos recursos que existiam na altura, porque é que nunca mais lá voltaram?”
Eu também não acredito que alguma vez “alguém” lá tenha estado. Se as imagens televisivas que existem são verdadeiras ou manipuladas, isso será uma questão controversa. Sou muito céptico sobre essa viagem nos anos 60.
Tenham coragem e repitam a façanha. Afinal, a Lua fica aqui tão perto. Pelo menos cientificamente.

13 julho 2009

Michael Jackson

Michael Jackson.
Meu ídolo de infância.
Morte inesperada.
Excelente músico.
Exímio dançarino.
Cantor de 1ª categoria.
Inúmeros prémios conquistados.
Recordista em rumores.
Acusações desnecessárias, infames até.
Excêntrico. Maníaco.
Inúmeros êxitos conquistados.
Vídeos fabulosos.
Canções intemporais.
Álbuns históricos.

Minha maior mágoa: não ter ido ver o concerto em Alvalade, nos anos 90. Não tive companhia.

Minha canção favorita: Smooth CriminalMeu vídeo favorito: Remember The Time
Meu álbum favorito: Invincible

Michael Jackson: mais um MITO a juntar a tantos outros.

Eterna criança, em adulto. Eterno adulto, em criança.

Peace!

06 julho 2009

Rifas

Odeio rifas.
Porque é tão somente uma bela maneira de alguém ganhar dinheiro à custa dos outros para garantir alguma viagem, prendas da treta e afins. Raramente entro nesse tipo de fantochadas.
Mas em Novembro do ano passado, a minha prima Rita pediu-me, ou melhor, suplicou-me que lhe comprasse rifas: “São baratinhas”, dizia ela. E é para uma boa causa, qualquer coisa para crianças. Hummmm….
O prémio era um cabaz de Natal. Pois. Ok, Ok.
De tanto suplicar, lá lhe fiz a (pouca) vontade e comprei dois talões (estava doido).
Então não é que em Janeiro eu recebi a bela notícia de que tinha ganho o primeiro prémio? Eu GANHEI!!!!
Nunca tinha recebido nenhum prémio interessante e, como tal devem perceber, fiquei espantado e perplexo.
Tinha de ir buscar o prémio a Coimbra, mas só pude ir em Junho. Como era de se prever, algumas coisas já estavam fora de validade, mas ainda assim fiquei com algumas coisas boas.
Confesso que comecei a ver as rifas com alguma consideração. ALGUMA.
Agora em vez de dizer que as “odeio”, digamos que vou passar a dizer que “não gosto muito de rifas”.

26 junho 2009

Obrigado pelo vosso apoio

Dia 19 de Junho, sexta feira passada, fui para o hospital de urgência: crises de choro, de pânico, muito desespero e com vontade de destruir a casa toda, como há muito tempo eu não tinha e nem sentia.
Há 3 anos, no dia 09 de Julho de 2006, foi-me (mal) diagnosticado uma depressão, depois de muitas crises que tenho tido desde os meus 15 anos. É triste escrever, mas é a mais pura das verdades. E comento publicamente sem qualquer tipo de vergonha.
Nunca fui a um psicólogo, achava que isto me passaria, apesar dos inúmeros e constantes pedidos de muitas pessoas que presenciavam o meu problema, para consultar esta especialidade.
Depois de 2006, já tive muitas crises destas, fracas, inclusive no trabalho, mas principalmente à noite em casa. Muitas sensações de desmaio, de que o meu coração iria explodir, ataques de desespero, de pânico e principalmente bastantes gritos. E muita, muita solidão. Perdi a conta as vezes que assustei os meus pais e irmão com estes ataques durante a noite, quando morava com eles. Agora que vivo sozinho, os medos dos meus pais e irmão são maiores que os meus próprios medos!!! Como é natural.
Nunca irei esquecer a frase do meu pai no dia em decidi morar sozinho: “De noite, nunca estejas com porta fechada à chave por dentro!”. A melhor indirecta que ouvi até hoje.
Neste momento estou a tomar Xanax e anti-depressivos, talvez para toda a vida…aos 34 anos. Mas também como ando nesta merda de situação na minha vida há 19 anos, não poderia esperar outra coisa.
Fui trabalhar. 3 dias depois, não aguentei e tirei 2 dias de férias para descansar. Vamos a ver se vão ter algum efeito positivo. Dia 1 de Julho vou tentar aproveitar a consulta da minha mãe com a médica de família e ver se ela me pode atender e dar alguma resolução para o meu caso.
Todas as pessoas que sabem deste problema dizem que tenho de enfrentar este caso de uma maneira optimista.
Pois não sei. Estou a tentar com atitudes positivas, mas não esperem milagres. Tal como disse o psiquiatra no hospital, uma recaída é 1.000 vezes pior que uma primeira depressão.
Juro a todos que isto é mais sério do que eu suponha, embora eu sempre achasse que um dia isto iria voltar a acontecer. Razão tem a minha tia ”emprestada”, Dótôra Virgínia, ao afirmar que eu me preocupo demasiado com as coisas. É verdade, mas não sei ser doutra maneira. Já é de família.
Quero agradecer a todas as pessoas que estão verdadeiramente preocupadas comigo e que me estão a dar toda a força possível, não se importando com os meus lamentos. Estão no meu coração e de certeza que serei sempre o primeiro a apoiá-los quando também precisarem de mim.
Quantos ao outros que acham isto tudo uma mariquice ou outra coisa qualquer do género…desejo o melhor para as vidas deles. Tal como há 3 anos, sei bem com quem posso contar. Dispenso os cinismos e o faz de conta que eu não tenho nada de grave.
Se não melhorar, algo de muito radical terei de fazer na minha vida, em todos os sentidos. Apesar de ter inúmeras vezes pensamentos suicidas, primeiro está a minha saúde. Não me vou prejudicar por causa de terceiros.
Um obrigado muito especial ao meus pais que também estão com doenças crónicas, o que também contribuiu para o agravamento do meu problema, e para o xavalinho trintão do meu grande irmão que está sempre presente e disponível quando preciso dele, mesmo de madrugada, como já aconteceu algumas vezes.
Saúde para todos.

07 junho 2009

As luzes!

Fui conhecer o Dolce Vita Tejo com duas amigas: a “12” e a “Meia Dúzia”.
Não desgostei, mas com a crise e os poucos recursos económicos que tem o nosso país de 3º Mundo, acho um exagero aquela construção. Principalmente quando existe o Colombo, o Vasco da Gama, o LoureShopping e o Odivelas Parque, quase "colados" uns aos outros. Adiante.
Quando estávamos a sair do parque de estacionamento, já de noite e a caminho de Odivelas, vinha uma gaja num carro atrás de mim, a buzinar e a fazer sinais de luzes. Achámos estranho. Conversa entre mim e as manas:

Eu - mas o que se passa? A gaja passa-se ou quê?
12 - ela não sabe ver que a estrada tem duas faixas? Nós vamos bem.
Meia Dúzia - realmente, ela não deve saber contar. E continua a buzinar.
Eu – ela se quiser que passe por cima.
12 – e insiste. Ela não vê que estamos a ir na faixa certa?
Meia Dúzia – ela quer dizer qualquer coisa.
Abrando a velocidade do carro, baixo o vidro e digo-lhe, a refilar:
- Isto são duas faixas! Duas!
E gaja respondeu:
- As luzes! As luzes!

Quando reparei…ela estava a avisar-me que eu não tinha ligado as luzes do carro. Andei assim um bom bocado e, se não fosse ela, talvez tinha chegado a Odivelas sem as luzes acesas.
Não sei quem era ela, mas agradeço na mesma.
As minhas amigas, que começaram este festival das duas faixas, gozaram comigo até chegarmos a casa.
Foi a risota total.
Mais um divertido e bom momento que passámos.

24 maio 2009

Serra de Montejunto

Adoro fazer caminhadas.
Este domingo fui até à Serra de Montejunto. Percorremos 7 Kms, acompanhados por um guia que nos foi informando alguns aspectos sobre alguns pontos estratégicos do percurso.
Vimos capelas e conventos, datados dos séculos XIII e XVIII; uma pequena fenda, que está a dar origem a uma gruta; um miradouro, de onde se avistava Cadaval, de entre outras localidades; e vimos a fábrica do gelo, onde nos foi explicado a maneira como era feito o armazenamento do mesmo. Só para se ter uma ideia, este gelo demorava cerca de 15 horas a ser transportado desta serra para Lisboa, acerca de 200 anos, através de burros, bois e navios.
O tempo estava instável, ora estava frio e nublado, ora o Sol aparecia e aquecia o pessoal, mas valeu a pena. Foi cansativo, mas consegui tirar fotos de paisagens espectaculares. Demorámos 4 horas a fazer a caminhada.
Que venha a próxima.

14 maio 2009

34

Pois é.
Às 14h 05m do dia 14 de Maio do longínquo ano de 1975, nasceu o bebé mais rosadinho e chorão de Portugal, segundo as palavras da Bela, a minha mãezinha, coitadinha…EU.
Quando era criança, o dia era uma festa. Na adolescência, o dia era passado em grandes paródias. Agora que me encontro na pré-pré-pré velhice, o dia é passado a preencher declarações de Iva.
Como prenda maior, continuo à espera da mudança. A tal. Será brevemente.
Quero agradecer a todas as pessoas que me vão dar os parabéns:
1. porque se vão lembrar;
2. porque vão ler este texto;
3. porque têm um lembrete no telemóvel;
4. porque têm apontado numa agenda;
5. porque amigos e familiares vão avisar com antecedência ou no próprio dia.
Para aquelas pessoas que se vão esquecer ou não se vão manifestar, também agradeço na mesma, embora possam fazer um exercício de memória. Faço anos a seguir ao dia da Fatinha, A Santa.
Mas há uma coisa que me está a intrigar. Pelo 6º ano consecutivo, eu faço 29 anos. Não deixa de ser estranho.

Parabéns para mim!

06 maio 2009

Lenny Kravitz: LLR 20(09)

Foi um bom concerto.
Lenny Kravitz provou ser um grande artista e um excelente profissional. E demonstrou isso em palco, tocando muito bem e interagindo com o público durante todo o espectáculo. Foi muito comunicativo e participativo e até parou literalmente o concerto para tirar dezenas de fotos para colocar no Facebook dele!
Bem acompanhado por vários músicos, tocou alguns clássicos que fizeram vibrar a plateia. I Belong To You, I’ll Be Waiting e Fly Away são prova disso.
Again foi cantada em dueto com a “nossa” Mariza, um dos pontos altos do concerto.
Let Love Rule foi cantada a uma só voz por todo o pavilhão, terminando com o electrizante Are You Gonna Go My Way?.
Também surpreendeu o pessoal, cantando trechos de músicas de Pink Floyd e Michael Jackson. Tal como no Rock In Rio do ano passado, Lenny voltou a exagerar no prolongamento de algumas canções.
Não tocou a minha música favorita Black Velveteen e esquece-se sempre de tocar Believe In Me e Mr. Cab Driver.
Kravitz passou no teste, mas tão cedo não vou ver este gajo. Já vi 3 vezes. É o suficiente.

Para fazer a primeira parte do concerto estiveram 9 instrumentistas franceses, Les Chevals. Tocaram só 5 músicas e a malta agradeceu. Muito barulho e nada de consistente.

P.S.: Marina, eu e a Mafinha não te vamos perdoar por não teres ido à porta do pavilhão levar as pipocas. Passámos uma fome desgraçada.

01 maio 2009

KIXA

8.
8 anos.
8 anos maravilhosos.

Não sei lidar com despedidas.
Pessoalmente foi difícil dizer-te adeus.
Neste momento, a escrever, a tarefa ainda se está a tornar mais complicada.

Tivemos momentos de alegria e de algazarra.
Tivemos momentos de solidariedade e de companheirismo.
Tivemos momentos de união e entre-ajuda.
Tivemos momentos de discussões…Sorry!

Fica a nossa AMIZADE, certamente. Para sempre.
Obrigado por teres sido minha “cara-metade”.
Obrigado por teres aturado este ganda malukko.

Lógico que este testemunho não ficaria completo, se eu não mencionasse uma pessoa que também partilhou muita coisa connosco nestes 8 anos: POP TEEN.

Admirei a coragem da tua decisão.
Deu-me forças para eu não baixar os braços.
Já trabalho nesse sentido.

Disse-te pessoalmente e escrevo aqui: és das pessoas com quem mais gostei de trabalhar.

Kixa de Mola, desejo-te toda a sorte do Mundo!!!

Beijo do Liketas.

25 abril 2009

Quando começa a verdadeira Revolução?

No telejornal da TVI, esse graaaaande canal de (des)informação (muito) sensacionalista, passou uma reportagem onde se concluiu que “os portugueses poupam na comida e já substituem o tradicional bitoque por uma sandes”.
Efeitos da crise, portanto.
Faço duas correcções desta reportagem:
Primeira: não são todos os portugueses que poupam na comida. São os trabalhadores por conta de outrem. Os NÃO trabalhadores por conta de outrem, mais as apendecites agudas, continuam com a sua faustosa e adequada alimentação.
Segunda: o bitoque é substituído pela sandes, mas só no princípio do mês. Quinze dias depois, quando já se tem uns míseros trocos na carteira, o trabalhador por conta de outrem passa a comer uma sopa (por ser ainda mais barata), ou então, leva um tupperware ou um termo para o trabalho, com as sobras do jantar.

Subnutrição, 1 – Rendimento, 0

25 Abril 1974 – A Revolução faz hoje 35 anos.

Penso que se deveria fazer outra Revolução, mas desta fez com efeitos especiais do tipo SANGUE.

Só para ver se esta Ditadura e Escravatura em que os trabalhadores por conta de outrem vivem actualmente podem ser substituídas pela palavra DIGNIDADE.

14 abril 2009

Coincidências

Sorteio do Tolotolo de sábado, dia 11 de Abril

1214 - 21 – 34 – 40 – 44 + 47

Sorteio do Loto 2 de segunda-feira, dia 13 de Abril

121421 – 30 – 42 – 45 + 39

Os três primeiros números são exactamente os mesmos. Os outros três não são muito diferentes.
Coincidência? Magia?
Eu não sei, mas como há uns anos atrás saiu o 0 (zero) como número suplementar, tudo é possível.

28 março 2009

Penalty polémico

Mais uma polémica no futebol português.
Esta semana, num jogo entre Portugal e Cabo Verde, o jogador Pereirinha ficou com a responsabilidade de marcar um penalty. Começou a correr em direcção à bola e, em vez de rematar à baliza, fez um passe para o lado para que outro jogador português recepcionasse e devolvesse a ele. Futebolisticamente este lance é conhecido por Penalty à Cruyff. Acontece que um jogador cabo-verdeano foi perspicaz e cortou a jogada.
Moral da história: perdeu-se uma boa oportunidade de se marcar um golo e o Pereirinha ficou mal visto. Ok. Tudo bem. Foi uma opção dele que não surtiu efeito. Paciência.
Mas o que me está a irritar é este portuguesismo de ridicularizar um penalty!
O seleccionador castigou o jogador, suspendendo-o do torneio em que participava a selecção sub-21, os jornais desportivos falaram jocosamente sobre o caso e, no Youtube, já é considerado “o pior penalty do Mundo”!


Porquê enxovalhar um jogador que ainda tem muito que aprender e que é bastante jovem? Cruxifiquem-no! Assim ficavam descansados. Que eu saiba, é com os erros que também se aprende.
Esta (fútil) polémica fez-me lembrar um penalty que o Postiga marcou no jogo mais electrizante e emocionante que já assisti na minha vida: Portugal – Inglaterra, no Euro 2004.
Com a maior calma deste Mundo e com uma frieza infinita, o Postiga resolveu marcar um Penalty à Panenka: o jogador corre para a bola e faz um remate, como fosse amortecer a bola, fazendo-a passar por cima do guarda-redes.
Este lance correu bem, foi golo e no fim, conseguimos o apuramento para as meias-finais. Toda a gente gostou deste lance e disseram que foi muito bem marcado. Eu não acho. Foi demasiado arriscado. Se tivesse falhado, neste momento o Postiga estaria no desemprego.


Portanto, esqueçam lá a porcaria do penalty e deixem o xavalo em paz, senão nem no Sporting o rapaz acaba a época com tranquilidade.

19 março 2009

Órina

Fui fazer as habituais análises ao sangue.
A médica de família obriga, o Luisinho obecede. Também é uma vez por ano, logo não me faz mossa.
Até porque não tenho quaisquer problemas em ser picado. A senhora até pediu para eu olhar para o lado enquanto me gamava alguma dose de glóbulos vermelhos e falou comigo para me descontrair, mas eu disse logo a ela que ia olhar porque nunca me fez impressão ver o sangue a sair das veias e nunca tive medo de agulhas.
Só uma vez é que fiz uma birra descomunal para tirar sangue. Tinha 7 anos e foram precisas 4 pessoas para me imobilizarem o braço.
A médica lá me despachou dizendo que eu não tenho boas veias para tirar sangue, mas sim um grande canal, por serem tão grossas! Óptimo, assim não corro o risco de o sangue coagular no meu corpo. Espero.
Mas houve uma coisa que me intrigou. Quando vamos fazer este tipo de análises, temos de levar sempre um xixizinho numa garrafa. Como nunca tenho garrafas, a minha mãe lá tratou de me arranjar um tubo próprio para este tipo de situações. Levei para o posto médico e deixei com a senhora a urina. Mas todo o pessoal que lá estava, utentes, médicos e enfermeiros diziam:

- Trouxe a sua órina?
- Ó menina, tenho de trazer a órina ainda em jejum, não é?
- Queria um frasquinho para fazer a órina, sff.

Pus-me a pensar. Devem dizer “órina” por três motivos:
a) é a nova maneira de se pronunciar a palavra “urina” em Medicina;
b) deve ser uma das 5.000.000 palavras, que eu não vou decorar, rectificadas pelo Novo Acordo Ortográfico;
c) ou então está tudo parvo.

As palavras que esta malta inventa.

05 março 2009

Moedas...muitas moedas

Todas as semanas, eu preencho um boletim do Euromilhões e outro do Totoloto, numa sociedade com três meninas mal comportadas, no meu trabalho.
Sim, mal comportadas. E porquê?
Porque fiquei incumbido do papel de tesoureiro e conferência dos respectivos talões, a cada sorteio semanal. Se a conferência até nem é nada de especial de ser feita, o mesmo não posso dizer da função do Caixa.
Então não é que estas “desgraçadas” guardam todos os trocos que vão amealhando ao longo da semana e, volta e meia, lá recebo o cascalho todo?
Esta semana foi batido um verdadeiro record.
Cada uma das três madames tinham de me dar 2,81 € e, para se livrarem das moedas, lá “massacraram-me” com estas pedras preciosas. Incrível!
Escusado será de dizer que a minha pobre carteira é que sofreu com tamanha quantidade de pilim. Já pedi que me pagassem em cheque ou que me dessem uma carteira nova no meu aniversário, mas elas disseram logo: “NEM PENSAR, TEMOS PENA!”
Nem argumentei mais. Um gajo contra três mulheres não tem hipótese.
Mas não esperem pela demora. Como na sexta-feira o prémio vai sair a nós os quatro, bem podem encomendar várias toneladas de alguidares. Cada uma vai receber os seus 25.000.000 € em singelas moedinhas de 0,01€ - um cêntimo!
Eu depois telefono-vos…do Brasil!!!!














A prova do crime.

26 fevereiro 2009

Sporting, 0 - Bayern, 5

Se o SL Benfica é especialista em fazer um jogo mau intercalado com um jogo medíocre e sofrer cinco golos na Grécia, para a Taça UEFA, o Sporting CP não consegue ganhar (em casa!!!) a uma equipa europeia, para a Champions. Pior. Perde sempre com chapa 5. Tinha sido com o Barcelona, ontem foi a vez do Bayern.
Segundo o meu irmão sportinguista não-ferrenho, demonstrando ser um adepto com bom carácter, e citando a mensagem de telemóvel que me enviou:
“Fdasss, foi um massacre, a 2ª parte…o Sporting não tem equipa para o Bayern…”
Como português, fico triste. Em termos de ranking da UEFA devemos ficar na posição actual.
Mas tudo é possível. Verde é a cor da esperança!
Pode ser que no jogo da 2ª mão, na Alemanha, o Bayern descanse os seus principais jogadores e estes sejam substituídos pelos miúdos que joguem nos “Iniciados” ou nos “Escolinhas”. Eheheheheh.
Agora a sério. Acho que é cada vez mais evidente que os clubes portugueses só têm/fazem equipas para competirem a nível interno. Nada mais do que isso.
Talvez a excepção seja o FC Porto que, anteontem, fez mais um brilharete em Espanha.

19 fevereiro 2009

Somos os primeiros!

Na Internet, vem a má notícia de que mais de metade das famílias portuguesas têm dificuldades financeiras e que muitas delas consideram improvável que a situação melhore.
Segundo a Genworth Índex 2008, que faz uma avaliação da vulnerabilidade financeira, o número de portugueses em dificuldades quase duplicou em 2008 em relação ao ano anterior, de 32% para 61%.
Mas a boa e grande notícia é que P-O-R-T-U-G-A-L encontra-se em primeiro lugar entre 12 países da Europa com pior condição financeira.
Finalmente! Estava a ver que o nosso país não conseguia ser líder de qualquer coisa. Por norma, estamos sempre na cauda da Europa, em quase todos os estudos que se fazem.
Mas desta vez, e graças à crise, estamos destacadíssimos num belo e honroso primeiro lugar!
Yessssssssssssssssssssssssssssssssssss!

01 fevereiro 2009

Citações

Às vezes penso que sou filósofo, apesar de no Secundário ter tido más notas a Filosofia. No meu entender, cada pessoa tem as suas teorias e opiniões sobre os mais variados temas e penso que ficaremos sempre lembrados (ou não) por algum comentário que tenhamos feito, seja ele positivo ou negativo. Quem não tem recordações de algo que tenha sido dito por um avô ou avó, tios, primos ou mesmo um amigo? E que iremos sempre focar quando for necessário? Acho que toda a gente.
Quando me sinto inspirado, costumo escrever umas frases meio parvas, meio filosóficas. E garanto-vos, nenhuma é plagiada, a não ser que alguém pense da mesma maneira do que eu. O que seria muito GRAVE!

1. A ignorância é a maior de todas as ofensas.
2. Quanto mais te escondes, mais te mostras.
3. Os espertos são inteligentes, os inteligentes não são nada espertos.
4. Mais vale uma pessoa ser filho da puta do que otária.
5. O umbigo e o egocentrismo andam de mãos dadas.
6. Nunca acordes enquanto sonhas alto; na queda a ilusão pode estar à tua espera.
7. Se cuspires para o ar e te cair em cima, não te preocupes; a saliva é tua.
8. As pessoas cínicas não podem ir para o inferno; o diabo não gosta de concorrência.
9. Os falhados são aqueles que não assumem os seus erros e ainda culpam os outros.
10. Se estiveres sempre a pensar no passado e no futuro, não vives o presente.
11. Não te queixes se dormes pouco; tens tempo para isso quando morreres.
12. Aqueles que se julgam espertos contam sempre com a suposta burrice dos outros.
13. Um bom pormenor requer muita perspicácia.
14. A dor só dói porque sabemos antecipadamente que vai doer.
15. Todas as ditaduras têm o seu fim; nenhuma é eterna.

São alguns dos meus pensamentos. Oportunamente, divulgarei mais algumas frases. Se tiverem veia filosófica, façam um comentário sobre algumas destas citações ou escrevam uma frase de vossa autoria. Serão sempre bem-vindas.

17 janeiro 2009

E agora?

Estou constipado.
Farmacêutica: “Não beba coisas frias, só quentes para não prejudicar a garganta.”
Fui arrancar um dente do ciso.
Dentista: “Não beba coisas quentes, só frias para estancar o sangue da gengiva.”
Não posso beber nada que esteja quente.
Não posso beber nada que esteja frio.
E agora, o que faço? Morro de sede?

12 janeiro 2009

CR7

No passado mês de Dezembro ganhou a Bola de Ouro. Mereceu.
A pedido do próprio. Porque ganhou a Champions, a Liga de Inglaterra, foi o maior goleador europeu, entre outros inúmeros prémios. Fartou-se de “chorar” que mais nenhum jogador de futebol tinha conquistado tantas vitórias como ele.
A revista L’Équipe deu-lhe o prémio. Que remédio.
Hoje recebeu, das mãos de Pelé, o prémio de melhor jogador do Mundo. Mereceu.
A pedido do próprio. Porque teve um ano cheio de vitórias e que era o primeiro, o segundo e o terceiro melhor jogador do Planeta. (Será que o gajo tem clones?).
A FIFA deu-lhe o prémio. Que remédio.
Para 2009, espero que CR7 ajude no (quase) impossível: o apuramento da selecção portuguesa para o Mundial, em África do Sul.
Portanto, CR7, agora que tens os prémios mais importantes que querias – merecidos e a teu pedido – faz um favor a todos os portugueses, em particular, e a todo o Mundo, em geral…joga mas é à bola e

VÊ LÁ SE TE CALAS UM BOCADINHO!!!!!

08 janeiro 2009

Você decide

Nos longínquos e saudosos anos 80 (como estou velho!) existia um programa de televisão que era transmitido todas as semanas, onde o telespectador decidia o final de um episódio de um telefilme.
Parece que este tipo de programa vai voltar em força em 2009…na política. Como a malta acredita cada vez mais nos nossos deputados, até fazemos (ou não…) o favor de ir votar três vezes este ano: europeias, legislativas e autárquicas.
Ora são acerca destas últimas eleições que eu quero comentar sobre uma notícia que li num jornal matutino. Parece que o jornalista Hernâni Carvalho vai concorrer a um lugar de deputado. Mas este senhor tem um problema, ainda não sabe para que Câmara quer exercer. Ele está indeciso entre a Câmara Municipal de Odivelas e de Vila Franca de Xira. Ou seja, não interessa o município, desde que consiga um lugar na Assembleia, o resto é conversa.
Inacreditável.
Como ainda não mudei o meu cartão de eleitor para a freguesia onde eu moro, ainda vou votar este ano em Odivelas. E se este senhor constar no boletim de voto, bem pode ficar sentado à espera da minha contribuição para a sua vitória.
Já não basta ser jornalista/advogado/comentador-mor do caso Maddie e ainda quer ser deputado. Onde é que está o verdadeiro sentido de Estado dos políticos? De servir o país? Foi enterrado antes do 25 de Abril, concerteza.
Ainda o pessoal se queixa da falta de profissionalismo dos jogadores de futebol quando estes trocam de clube por questões monetárias.
VOCÊ DECIDE.
A bem da Nação.