05 setembro 2007

Férias

“Estou cansado.”
“Não tenho tempo.”
“Tenho muito trabalho.”


Provavelmente, estas serão as três frases que os portugueses mais têm utilizado nos últimos tempos. É um vírus que se apoderou nos nossos corpos e que não há meio de sair. Ainda não há vacina para esta nova doença intelectual. Digo intelectual porque consta-me, em alguns casos que me dão a conhecer, que até fica bem em fazer este tipo de comentários, não vão os outros pensar que o pessoal tem boa vida e que não trabalha. E serve sempre como desculpa para tudo, apesar de eu achar que muitas pessoas não sabem é organizar a vida delas e depois estão sempre a queixarem-se. Enfim…coisas.
Mas eu proponho que todo o país entre de férias. Durante um mês ou dois ninguém fazia nada. Mas o país não pode parar! Pois não, mas com a quantidade de emigrantes que existem e chegam todos os dias a Portugal, eles trabalhavam por/para nós. Já dava para descansarmos bastante e depois vínhamos fresquinhos que nem uma alface, para o batente.
Eu, pelo sim pelo não, vou esta sexta-feira de férias e só regresso dia 1 de Outubro…
…estou cansado para acabar este texto e estou a ficar sem tempo, pois estou com muito trabalho.
Sorry!