06 agosto 2007

Descapotáveis

Crise é a palavra que mais se ouve e se escreve em Portugal.
Bem utilizada pelo português comum que vive à rasca; cinicamente utilizada pelos empresários que devem pensar que o português comum é otário; mal utilizada pelo nosso governo que deve pensar que os empresários vão na cantiga do bandido e que o português comum é um saco de pancada, nestas ocasiões.
Mas o que torna mais escandaloso são aquelas pessoas que dizem que a crise os afecta e depois têm um carrito descapotável. O português comum diz logo “ou ganhou o euromilhões, ou anda metido na droga, ou dá o corpo ao manifesto, ou ganha bem e trabalha pouco”.
Eu tenho a possível resposta. As pessoas que têm um carro descapotável vivem com muitas dificuldades...Não, calma, não me chamem nomes, deixem-me explicar! Aproveitem os ovos para as omoletes e os tomates para a salada. Eu não sirvo de alvo.
Estas pessoas compraram um carro “inteiro”, mas como depois não têm dinheiro para pagar as prestações das moradias, dos carros, do plasma, do MP3 e da playstation dos filhos, telemóveis de última geração, jantaradas e almoçaradas em restaurantes caríssimos, viagens a países paradisíacos, roupas de marca e mensalidades em Healths Clubes (ufa!)…o que fazem? Começam a vender o carro à peça, daí a grande quantidade de descapotáveis. Começam pelo tejadilho, depois vendem os vidros laterais, o pneu sobressalente, etc, etc.
Quando passar algum “pobrezinho” por vocês num carro descapotável, digam a essa gentinha que “amanhã será outro dia”.

3 comentários:

  1. Viva aos descapotáveis!!gostava tanto de ter um.
    E cada vez mais, há mais probrezinhos, que das duas uma, ou vendem o carro as peças, como tu mesmo dizes primo, ou não têm dinheiro para comprar o carro inteiro.

    ResponderEliminar
  2. Não é só descapotáveis que se vêm cada vez mais por aí...são também carros topo de gama, grandes jipes...
    Eu até para pagar a revisão do meu me vejo á rasca...

    ResponderEliminar
  3. Calma...essa gente dos descapotáveis são pessoas que sofrem de claustrofobia sazonal, e por recomendação médica precisam de viaturas arejadas...e como os tractores não podem andar nas pontes...

    ResponderEliminar

Deixe o seu testemunho, pois o seu comentário é muito importante.

Comentários anonimos não serão aceites e nem publicados. Utilize a opção Nome/URL para deixar o seu nome.

Obrigado.